Banner Governo do Estado

RADIO

terça-feira, 7 de abril de 2020

Governadores do NE aguardam chegada de equipamentos e reforçam a necessidade do isolamento social


Após reunião via videoconferência com os governadores do Nordeste, o governador Camilo Santana utilizou as redes sociais nesta segunda-feira (6) para conversar com os cearenses sobre as medidas de combate contra o coronavírus no Ceará. Ressaltou também a importância do isolamento social, listou as ações em movimento e reafirmou da importância de se respeitar o decreto estadual, renovado por mais 15 dias.

Reunião com governadores

Na reunião com os governadores, Camilo frisou dois pontos que os preocupam, a compra de equipamentos na China e o pagamento da Renda Emergencial que deve atender a 2,8 milhões de pessoas aproximadamente. “Temos sempre nos reunido para avaliar ações de combate ao coronavírus na região, e constatamos hoje duas preocupações, e que precisam ser resolvidas o mais rápido possível. A primeira é a dificuldade de comprar equipamentos e insumos. Na verdade já até temos uma quantidade considerável já comprada de forma antecipada, mas ainda não entregue pela China. Nesse caso, até os países mais ricos do mundo estão com dificuldade também de receber respiradores, máscaras, e outros equipamentos. Mas nós estamos aguardando para os próximos dias a remessa desses produtos já negociados, e que será de suma importância, não só de equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde, mas também para toda a cadeia de saúde do Ceará. A segunda questão é para que haja agilidade da liberação do pagamento da Renda Emergencial de R$ 600,00 – e que pode chegar até em R$ 1.200,00 para mães que são as provedoras da família -, pelo Governo Federal. Esses valores ajudarão autônomos e desempregados, aqueles que mais estão sofrendo com a crise econômica,” explicou Camilo.

Isolamento social

O governador falou sobre a prorrogação do decreto estadual por mais 15 dias, e sustentou a importância do isolamento social. “O novo decreto tem o objetivo de evitar aglomerações e focar na medida que mais previne a doença no mundo: o isolamento social. Constantemente estou recebendo muitas denúncias de desrespeito ao decreto, as pessoas acham que a doença não chegou ainda, mas já chegou, o vírus é invisível e tudo que estamos fazendo é para garantir que as melhores recomendações dos profissionais do mundo inteiro sejam cumpridos no Ceará.”

Máscaras caseiras

“Nós já temos recebido e estamos repassando aos profissionais de saúde, que estão na linha de frente do enfrentamento, os itens que muitas empresas cearenses estão produzindo: máscaras, toucas, batas e outros equipamentos de proteção individual. Por outro lado a Prefeitura de Fortaleza está à frente de um edital, com apoio do Governo do Ceará, para que se possam produzir máscaras caseiras com o objetivo de distribuir para a população mais vulnerável da Capital. Já temos a intenção de estender a iniciativa para todos os municípios cearenses, como uma forma de gerar renda e incentivar pequenos e micro empreendedores, além de ser uma forma mais barata de conseguir proteger aqueles que precisam,” apontou o governador.

Novos Leitos

Camilo Santana listou também o significativo aumento na oferta de leitos no Estado, incluindo um novo hospital, quatro hospitais de campanha e o fortalecimento dos hospitais regionais no interior, totalizando 574 leitos no Ceará. “Já temos em funcionamento o hospital Leonardo da Vinci com 230 leitos para atender exclusivamente pacientes com o coronavírus; Outros 150 leitos são provenientes de hospitais de campanha anexados às estruturas do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital do Coração, Hospital Geral Cesar Cals e Albert Sabin; No interior são mais 150 leitos, sendo 50 em cada hospital regional – Sobral, Quixeramobim e de Juazeiro do Norte; Para finalizar, por hora, mais 44 leitos em parceria com a Prefeitura de Fortaleza com o IJF2.”

Últimas notícias