Banner Governo do Estado

RADIO

sábado, 25 de abril de 2020

Deputada envolvida nas acusações de Moro é casada com cearense e tem o ex-ministro como padrinho de casamento


A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) teria sugerido ao ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que ele aceitasse a exoneração do diretor da Polícia Federal (PF), em troca de vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A proposta foi revelada, nesta sexta-feira, 24, em conversas divulgadas ao Jornal Nacional (JN) pelo próprio Moro, que foi padrinho de casamento da deputada com o cearense Antônio Aginaldo, atual comandante da Força Nacional Brasileira.

De acordo com Moro, partiu dela a proposta de oferecer uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) a Moro, desde que o ex-ministro concordasse com as interferências do presidente Jair Bolsonaro no comando da PF. Após a repercussão das conversas, Zambelli chamou Moro de “traíra”.

Em manifestação em perfil nas redes sociais, a deputada julgou a atitude do ex-ministro como “trairagem” e como sendo um “crime”. Horas antes do vazamento, entretanto, ela lamentava a saída de Moro e afirmava que ele era um exemplo de cidadão. “Sempre terá minha profunda admiração, bem como a gratidão de todos os brasileiros de bem”, dizia o post no perfil oficial da deputada no Twitter.

(Alan Magno/O Povo)

Últimas notícias