Banner_head camara fortaleza

Banner_head Governo do Estado

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Cantora Elza Soares morre, aos 91 anos, no Rio de Janeiro


A morte ocorreu por causas naturais. Ícone da música brasileira, a profissional foi considerada uma das maiores artistas do mundo e, em 1999, foi escolhida como cantora brasileira do milênio pela Rádio BBC News de Londres. Seu nome está em 16º lugar na lista das 100 maiores vozes da música brasileira feita em 2012 pela revista Rolling Stone Brasil. Seus maiores sucessos incluem Dentro de cada um, Exú nas escolas e Deus há de ser.

Ela veio a falecer na mesma data em que, há 39 anos, morreu a estrela do futebol Mané Garricha, com quem manteve um relacionamento entre 1966 e 1982 e teve um filho, o Garrinchinha, que faleceu, aos 9 anos, em um acidente de carro em 1986.

Elza Soares nasceu, em 23 de junho de 1930, em uma comunidade no Rio de Janeiro -- onde atualmente fica a Vila Vintém --, filha do operário Avelino Gomes com a lavadeira Rosária Maria da Conceição. Começou a cantar com o pai, que tocava violão, e, aos 12 anos, foi obrigada por ele a se casar.

Iniciou a vida profissional como encaixotadora em uma fábrica de sabão no Engenho de Dentro, na zona norte da capital fluminense. Sua entrada para o mundo artístico se deu em 1953, quando fez seu primeiro teste no programa de calouros do compositor Ary Barroso, da Rádio Tupi, e ficou em primeiro lugar.

Em 1959, a Rádio Vera Cruz a contratou. Posteriormente, em 1960, participou do Festival Nacional da Bossa Nova. Já em 1963, representou o Brasil na Copa do Mundo, no Chile, depois de terminar seu segundo LP, denominado A Bossa Negra.

Pelo Instagram, ao confirmar a morte, nesta 5ª feira, os familiares disseram que Elza "teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação". "A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo", completaram.

Últimas notícias