Banner Dengue CE

Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Camara Fortal

sábado, 1 de junho de 2019

1 de Junho - Dia da Imprensa: Reflexões Necessárias


Neste sábado, 1º de junho de 2019, celebramos o Dia Nacional da Imprensa. A data foi definida em virtude de um processo histórico, oficializado pela Lei Federal 9.831, sancionada em 13 de setembro de 1999. O documento homenageou Hipólito José da Costa Pereira Furtado de Mendonça e o Correio Braziliense, jornal impresso em Londres, na Inglaterra, a partir de junho de 1808, que chegava ao Brasil Colônia na clandestinidade e era perseguido pela Censura Régia.

Neste sentido, somos chamados a refletir sobre o papel da imprensa no Brasil de hoje e sobre como nos posicionar diante de desafios como as tentativas de censura ao trabalho dos profissionais de imprensa, que representam ameaça não apenas aos profissionais da área, mas ao próprio Estado Democrático de Direito.

Faz-se necessário ampliar estratégias para o enfrentamento das notícias falsas que mobilizam, infelizmente, grande parte da sociedade, bem como buscar condições adequadas para que a imprensa aborde adequadamente debates dos temas relevantes para a população brasileira, sobretudo no que se refere à busca por soluções.

Neste sentido, recorremos a declarações recentes do Papa Francisco sobre o papel dos jornalistas no mundo contemporâneo, registradas em encontro que manteve com representantes da Associação da Imprensa Estrangeira na Itália: “Eu os exorto a atuar segundo verdade e justiça, para que a comunicação seja realmente instrumento para construir e não destruir; para dialogar, não monologar; para orientar, não para desorientar; para caminhar em paz, não para semear ódio; para dar voz a quem não tem voz e não ser megafone de quem grita mais forte”.

Disse mais Sua Santidade, fazendo referência ao padroeiro dos jornalistas, São Francisco de Sales: “É preciso usar a palavra assim como um cirurgião usa o bisturi”, para fazer referência, em seguida, a muitos jornalistas que perdem a vida em serviço. “A liberdade de expressão é um índice importante do estado de saúde de um país”, afirmou Francisco, para em seguida acrescentar que a primeira medida de uma ditadura é acabar com a liberdade da imprensa.

Desta forma, que a data de hoje nos permita fazer uma imprensa cada vez mais justa, responsável e ética, compromissada com os interesses sociais e verdadeiramente sintonizada com os interesses da sociedade brasileira. São os votos dos que fazemos a Associação Cearense de Imprensa.

Salomão de Castro
Presidente da Associação Cearense de Imprensa (ACI)

Últimas notícias