Banner Dengue CE

Banner Prefeitura de Fortaleza

Banner Camara Fortal

terça-feira, 10 de março de 2020

Governo faz história ao nomear 96 servidores para a Secult


Mais antiga pasta cultural de um estado brasileiro, a Secretaria de Cultura do Ceará (Secult) ganhou, nesta terça-feira (10), o reforço de 96 novos servidores. Empossados pelo governador Camilo Santana em solenidade no Palácio da Abolição, sede do Executivo cearense, os aprovados no primeiro concurso da pasta vão seguir a carreira de analista de cultura nas áreas de artes cênicas, dança, artes plásticas, cinema, letras, música, história, biblioteconomia, museologia, arquivologia, antropologia, sociologia, pedagogia, comunicação social e mídias sociais, além de arquitetura, engenharia e conservação de analista de patrimônio cultural.

O chefe do Executivo cearense acredita que iniciativas do tipo fomentam oportunidades de crescimento e vínculos históricos na sociedade. “Isso faz parte do Plano Estadual da Cultura construído em 2015, com o compromisso de aumentar os investimentos na cultura, de interiorizar os equipamentos e fortalecer a Secretaria da Cultura, a mais antiga do Brasil. Nós acreditamos que através da cultura e da arte há uma economia criativa muito forte. Ela gera oportunidade, inserção da população mais carente em determinados equipamentos que o Ceará hoje tem e outros que nós estamos construindo e entregando à população, não só em Fortaleza, mas também no interior. Cultura é nossa identidade e a nossa história. É usar a cultura como transformação na vida de homens, mulheres e crianças aqui no Ceará”, enfatizou Camilo Santana.
Criada em 1966, antes até do Ministério da Cultura, a Secult teve seu primeiro concurso estabelecido como uma das metas na lei que criou o Plano Estadual da Cultura, sancionada em 2016 pelo governador. O acréscimo no quadro funcional da pasta com os novos colaboradores será de aproximadamente 50%. De acordo com o secretário Fabiano Piúba, os novos servidores vão ser distribuídos entre as coordenadorias da secretaria e nos equipamentos, ajudando no fortalecimento do órgão para a qualificação das políticas de cultura no Ceará. “É um número de servidores importante para que a secretaria possa ter mais condições de qualificação da sua gestão. A cultura tem um papel transversal e central na qualificação das outras políticas. É uma conquista do campo artístico, cultural e da sociedade cearense”, destacou Piúba.

Prontos para contribuir

A solenidade foi prestigiada por familiares e amigos dos novos concursados, que entre selfies e sorrisos de comemoração, não escondiam a ansiedade de começar logo a colocar em prática as ações de fortalecimento da política cultural cearense. Dentre os recém-nomeados estava o cineasta Daniel Filipe Santos, que enxerga na nova função uma oportunidade de garantir à sociedade o acesso à cultura. “É uma grande responsabilidade. A gente ocupou um lugar histórico, por ser o primeiro concurso público da secretaria, que vai ajudar a desenvolver as políticas públicas que o Estado tanto necessita como uma resistência da arte no cenário nacional”, confessou.

Últimas notícias