quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Professores decretam greve em Juazeiro do Norte


Reunidos em assembleia geral nesta quinta-feira (19), os professores da rede municipal de ensino de Juazeiro do Norte deflagraram estado de greve e iniciam a paralisação a partir desta segunda-feira (23), respeitando o prazo de 72 horas para início do movimento exigidos por lei.
A decretação da greve foi mais uma derrota imposta à categoria ao prefeito Raimundo Macedo, que sequer recebeu a direção do sindicato para dialogar o reajuste dos servidores e dos professores do município. As aulas do calendário escolar de 2015 na rede municipal de ensino estavam previstas para reiniciarem nesta quinta-feira.
A principal reivindicação dos professores é o aumento anual da categoria, cuja data base é o mês de janeiro e que, de acordo, com lei federal é reajustado anualmente de acordo com o piso nacional dos professores. Este ano, o Governo Federal estabeleceu reajuste de 13,01%, Descumprindo a lei do pisto, Raimundão só quer dar reajuste de acordo com a inflação, ou seja, 6,5%.
A assembleia geral da categoria foi encerrada agora pouco no Ciclo Operário, da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, no Centro de Juazeiro e contou com grande quantidade de professores e servidores municipais. Os professores também fizeram um chamamento para adesão da greve às categorias de agentes de saúde e endemias, e demais da área de saúde que estão recebendo abaixo do piso nacional. As categorias ficaram de decidir posteriormente a adesão ou não.