sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Eunício assina termo que cria o Centro Cultural dos Poderes da República

O presidente do Senado Eunício Oliveira participou ontem, quinta-feira (13), de cerimônia de assinatura do Acordo de Cooperação para a criação do Centro Cultural dos Poderes da República, realizada no gabinete da Presidência do Senado.
Além de Eunício, assinaram o convênio o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli; o ministro chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, ministro Ronaldo Fonseca, representando o presidente da República, Michel Temer; o deputado Cleber Verde (PRB-MA), representando o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e a presidente substituta do Instituto Brasileiro de Museus, Eneida Braga Rocha de Lemos.
Em discurso, Eunício relembrou o incêndio que destruiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro, no dia 2 de setembro passado, e destacou a alegria que sentiu ao saber que a Lei Áurea original, assinada pela princesa Isabel para a libertação dos escravos, estava no Senado Federal totalmente preservada, ao contrário das notícias divulgadas pela imprensa, que alegavam que o documento havia sido consumido pelo fogo.
O senador ressaltou também a importância da cooperação, da harmonia e da independência entre os três poderes da República para a preservação da cultura nacional.
- A assinatura desse convênio, com absoluta certeza, vai entrar para a história como a junção dos Três Poderes da República na defesa da cultura nacional. Que esse empreendimento sirva de lição para que os brasileiros possam preservar tudo aquilo que for do interesse da nossa história, do nosso Brasil - declarou Eunício.
Falando em nome do Executivo, Ronaldo Fonseca destacou que o Centro Cultural vai “enaltecer a nossa cidadania e a nossa democracia”.
- Nós sabemos que uma nação se torna maior ainda e mais relevante, quando ela registra, preserva, conta e aprende com a sua história - disse.

Agência Senado