sábado, 1 de setembro de 2018

Camilo se manifesta em favor do envio de tropas federais para as eleições no Ceará


Por ofício enviado ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), o governador Camilo Santana (PT) afirmou ser favorável à vinda de tropas federais para reforçar a segurança das eleições no Estado. Nesta sexta-feira, 31, o TRE-CE recebeu ainda o Planejamento Integrado para as Eleições 2018, elaborado pelos órgãos estaduais de segurança.
"O entendimento do Governo do Estado do Ceará é de que a segurança dos cidadãos é tarefa árdua, diária e impõe a união de todas as forças vivas da população. Por isso, consideramos adequada qualquer nova iniciativa que venha somar-se aos nossos esforços e ampliar a capacidade das forças de Segurança do Estado para cumprir sua difícil missão de garantir a segurança ao povo cearense", afirmou Camilo Santana no ofício GG nº 371/2018.
O documento se refere à decisão unânime do TRE-CE, no último dia 22 de agosto, de requisitar forças federais para o pleito de outubro. "Estamos imbuídos do mesmo propósito: propiciar à sociedade cearense um trabalho de excelência, seja por parte da Justiça Eleitoral, do efetivo local, ou por parte das forças armadas", enfatizou a desembargadora Nailde Pinheiro, presidente da Corte.
A decisão do TRE-CE, que prevê o reforço para as cidades de Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Sobral e Juazeiro do Norte, teve como um dos fundamentos o parecer do procurador regional eleitoral, Anastácio Tahim.
O procurador fez a requisição após uma investigação do Ministério Público Estadual (MPE) apontar, em um dos depoimentos, para possível financiamento de campanha política com o dinheiro das organizações criminosas. Uma carta assinada pelo Comando Vermelho (CV), proibindo a propaganda de alguns candidatos e o voto de moradores, também pautou a solicitação do procurador.
A decisão do TRE-CE aguardava parecer do governador e agora será submetida ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na semana passada, o governador chegou a afirmar que o Estado tem efetivo suficiente e que confia na segurança do Ceará. No último dia 25, ele disse que conversaria com representantes da justiça eleitoral para "ouvir qual é a necessidade disso".
Durante a reunião nesta sexta, o secretário da Segurança Pública, André Costa, apresentou que será disponibilizado para as eleições o efetivo de 10.804 policiais e bombeiros em todo Estado. Ressaltou que 40 cidades já dispõem de videomonitoramento com 1.381 câmeras e seis aeronaves. Foram detalhadas também as estratégias de atuação, não só no dia do pleito, como também, na semana que antecede a votação.

 (O POVO)