BNB

BNB

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Camilo Santana nega extinção do Ronda do Quarteirão


 Governador Camilo Santana anunciou antecipação de pagamento de parte do 13º salário para servidores do Estado (Foto: Reprodução)

O governador do Ceará, Camilo Santana, negou que pretende acabar a polícia Ronda do Quarteirão, criada por Cid Gomes em 2008 com a proposta de manter uma polícia cidadã. De acordo com Camilo Santana, a informação da extinção do programa, que foi compartilhada em redes sociais, foi "equivocada".
"Essa informação da extinção do Ronda está um pouco equivocada, o que nós estamos fazendo hoje é integrando as polícias do Ceará dentro nas unidades integradas de segurança. Nós não podemos mais ter aquela divisão dentro da polícia, a polícia tem que trabalhar integrado", afirmou.
Camilo Santana afirmou também que a "sensação de impunidade" é um dos principais fatores para o aumento da violência. Na semana passada, conforme dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública, o Ceará teve o maior número de homicídios em um mês desde que o estado adotou a metodologia de contagem de assassinatos pelo número de CLVI.
"Há uma sensação de impunidade, o bandido acaba cometendo o mesmo crime. É preciso garantir que o bandido que é preso seja julgado, condenado e punido. Às vezes a gente fica até angustiado quando a gente prende e o bandido e tem seis passagens na polícia. Essa semana a gente prendeu uma quadrilha que a Justiça deu uma liminar soltando eles."