terça-feira, 22 de abril de 2014

Em Brasília, Tasso admite ser pré-candidato ao Senado

Aécio conta com Tasso para reforçar o palanque do PSDB no Ceará (Foto: Opovo)

O ex-governador Tasso Jereissati não resitiu a pressão da executiva nacional do PSDB e admitiu, nesta terça-feira, 22, em Brasília, a possibilidade de ser candidato ao Senado em 2014. Antes da reunião, o  ex-senador e ex-governador dizia não ter interesse em retomar a carreira política.
“O senador colocou que a presença dele ali (na reunião) era a reafirmação de que está engajado no projeto que modifica o País”, afirmou ao O Povo, o deputado federal Raimundo Gomes de Mattos (PSDB), presente no encontro. Sobre o Ceará, Tasso teria dito que fará as articulações necessárias para formar um palanque forte para a campanha de Aécio Neves para a presidência da República.
Tasso teria afirmado ainda que, se surgir um nome novo para o Senado, ele não será empecilho. Gomes de Mattos relatou também que o ex-governador afirmou que se sua candidatura for imprescindível para o partido, será candidato.
A convenção nacional do PSDB está prevista para o dia 14 de junho. A do Ceará acontecerá antes dessa data, porém sem dia previsto.
O desafio do PSDB, após convencer Tasso a disputar o Senado, será formar alianças contra o projeto político do governador Cid Gomes (Pros) e da presidente Dilma Rousseff. Entre as possibilidades estão o PR, que teria o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa, na chapa para o Executivo, e o PMDB do senador Eunício Oliveira, pré-candidato ao Governo do Estado.
(Com informações do O Povo)