bnb

terça-feira, 9 de maio de 2017

Cariri recebe primeiro seminário macrorregional


O secretário de Saúde do Estado, Henrique Javi, deu início nesta segunda-feira (8) em Juazeiro do Norte ao Seminário Macrorregional do Planejamento Geral de Ações e Serviços de Saúde (PGASS), para a pactuação de compromissos entre gestores e a identificação de vazios assistenciais. Juazeiro do Norte foi a primeira das quatro cidades a receber o evento. Quixadá, Sobral e Fortaleza também contarão com eventos semelhantes nos dias 9, 10 e 11 de maio, respectivamente.
“Hoje é um dia memorável. A saúde se faz com a união de todos e hoje temos a honra de contar com a presença de todas as classes para falarmos da relevância do Pacto. Através dele nós vamos poder construir aqui, juntos, uma estrada onde nós poderemos visualizar de forma tranquila e serena a dimensão desse sistema. A proposta da PGASS é diferenciada, visto que nós vamos sair do mundo dos procedimentos para trabalharmos uma lógica mais ampla, voltada para as linhas de cuidado”, destacou o secretário de Saúde do Estado, Henrique Javi.
Para um auditório composto de representantes de prefeituras, secretarias municipais e coordenadorias regionais de saúde e técnicos, além de representantes do Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública, Henrique Javi falou sobre o que muda na saúde e principalmente nos municípios com o PGASS, novo modelo de pactuação das ações e do financiamento da saúde entre municípios e o Estado.
O evento contou com 152 participantes, dentre eles o procurador federal Celso Lima Verde Leal e da juíza da comarca de Juazeiro Samara Almeida Cabral. A juíza destacou a pactuação como uma possibilidade de diminuir a judicialização na Saúde. “ Hoje nós recebemos uma média de cinco ações judiciais voltadas para saúde. Acredito que com essa pactuação vai ser menos judicializado e as responsabilidades ficarão melhor divididas”, afirmou.
(Governo do Ceará)