bnb

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Joesley perde imunidade e será denunciado ao STF junto com Temer, diz jornal


Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O empresário Joesley Batista será denunciado juntamente com o presidente Michel Temer e outros membros do chamado "quadrilhão do PMDB da Câmara". As informações são da Folha de S.Paulo.

Segundo o jornal paulista apurou, a Procuradoria-Geral da República (PGR) decidiu revogar a imunidade penal dos delatores da JBS nesta quinta-feira, 14. Por cinco dias, Joesley e o execututivo Ricardo Saud estão presos temporariamente em Brasília. O prazo da prisão termina nesta sexta-feira, 15.

A prisão de Joesley e Ricardo Saud, determinada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), aconteceu após surgirem indícios de que os delatores omitiram informações.

O procurador-geral, Rodrigo Janot, finalizou a denúncia contra o presidente e outros membros do chamado "PMDB da Câmara". Michel Temer será acusado formalmente perante o STF de tentar obstruir a Justiça e de integrar organização criminosa, na qual a Polícia Federal diz que Temer recebeu R$ 31,5 milhões de "vantagem".

Segundo a Folha de S.Paulo, Joesley também será acusado. O acordo de delação tem uma cláusula que estipula: se os colaboradores omitirem informações, eles perdem os benefícios. Outra cláusula prevê que, mesmo que os benefícios sejam revistos, as provas entregues pelos delatores e obtidas a partir da delação continuam válidas.