bnb

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

HUB: governador se reúne com Anac para discutir liberação de voos


Dois dias após o anúncio da instalação do HUB da Air France-KLM e Gol em Fortaleza, o governador Camilo Santana se reuniu nesta quarta-feira (27), em Brasília, com o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho. Em discussão, a liberação dos voos nacionais e internacionais incluídos nesta primeira fase do centro de conexões. O governador agradeceu o apoio da Anac para a inclusão do Aeroporto Internacional Pinto Martins no pacote de concessões do Governo Federal e pediu agilidade no trâmite de liberação dos novos voos.
A partir de maio, a capital cearense terá, por semana, três voos para Amsterdã, operados pela KLM, e dois voos para Paris, operados pela Joon, nova empresa da Air France. Além disso, a Gol anunciou que reforçará a oferta de voos para quatro capitais do Norte e do Nordeste (Recife, Salvador, Belém e Manaus) e criará uma nova rota entre Fortaleza e Natal. De acordo com o Grupo Air France-KLM, os três voos da KLM, de Amsterdã para Fortaleza, serão às segundas, quintas e aos sábados, enquanto os voos da Air France, de Paris para Fortaleza, serão às sextas e aos domingos.
“A Anac teve um papel muito importante em nossa luta pela inclusão do Aeroporto Pinto Martins na concessão (vencida pela alemã Fraport) e também para o funcionamento do Aeroporto de Jericoacoara, em Cruz. Pedi ao presidente e aos diretores da Anac celeridade no trâmite da liberação dos novos voos, para que as empresas possam comercializar normalmente as passagens. Não tenho dúvidas de que o HUB será um projeto de grande sucesso e que crescerá cada vez mais. Será uma grande chance para melhorar a economia do Ceará e do Nordeste e gerar mais oportunidades”, disse o governador Camilo Santana.
Segundo os executivos da Air France-KLM e da Gol, a escolha de Fortaleza se deu pela proximidade com a Europa e pela posição estratégica em relação às capitais do Norte e do Nordeste. O potencial de desenvolvimento da economia, do turismo e do Aeroporto de Fortaleza, que deve receber, da alemã Fraport, investimento da ordem de R$ 2 bilhões em modernização e ampliação, também foram apontados como fundamentais para a escolha da cidade.
(Governo do Ceará)