Banner Governo do Estado

RADIO

terça-feira, 25 de agosto de 2020

Câmara encaminha denúncia contra Glêdson ao MP e TCE


Em parecer emitido no dia 9 de agosto, a Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, reconheceu o cometimento de crimes contra o erário público na inauguração da primeira etapa da nova sede do Poder Legislativo.

No documento, a comissão avaliou a legalidade da primeira etapa, sem que a obra estivesse concluída. A inauguração, em dezembro de 2018, custou R$ 50 mil e o evento aconteceu dias antes do então presidente Glêdson Bezerra (Podemos), deixar o cargo. Na época, Glêdson chegou a afirmar que a inauguração seria uma questão de justiça.

A Comissão de Fiscalização e Controle é composta pelos vereadores Tarso Magno, Nivaldo Cabral e Preto Macedo. O parecer foi encaminhado para o Ministério Público e para o Tribunal de Contas do Estado.

Glêdson se disse surpreso com a discussão. "Considero isso um jogo político. Minhas contas sempre foram abertas", disse o vereador, à Rádio Plus FM. Glêdson é pré-candidato a prefeito de Juazeiro nas eleições de 15 de novembro próximo.

Para o atual presidente da Casa, vereador Darlan Lobo, o que houve foi uma inauguração sem que a obra estivesse concluída, o que seria vedado por lei. Além da inauguração, Darlan cita o processo licitatório vencido duas nas duas vezes pela empresa Werton Engenharia e Arquitetura Ltda, deixando claro que pode ser a próxima investigação contra Glêdson.

(Com informações do Jornal do Cariri)

Últimas notícias