quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Sarto quer pressa na escolha dos líderes dos partidos


José Sarto (PDT), presidente da Assembleia Legislativa cearense, abriu ontem (quarta-feira, 6), a abertura da primeira sessão ordinária da Legislatura. Sarto pediu pressa aos colegas nas indicações dos líderes de bancadas, para realizar a primeira reunião do Colégio de Líderes da Casa, quando deve tratar das primeiras mudanças que pretende realizar, no Regimento Interno e no funcionamento do plenário.
Embora todos os deputados estaduais desta legislatura tenham sido eleitos no ano passado, muitos, porém, já exerciam mandatos no Legislativo cearense.  Como o ex-presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque (PFT), permaneceu no cargo por seis anos, Sarto vai precisar de um tempo para implementar as mudanças pretendidas sem chocar os veteranos, portanto, vão ser frequentes esses encontros dele com os demais colegas, tanto de Mesa Diretora quanto do Colégio de Líderes.

O governador Camilo Santana ainda não indicou o nome do seu líder na Assembleia. Hoje, alguns governistas admitiam que o nome do deputado Elmano de Freitas, o mais cogitado até aqui, estava fora dos possíveis indicados por Camilo para a liderança.  Eles falavam em Acrísio Sena (PT) ou Salmito Filho (PFT). Evandro Leitão (PDT), foi líder do Governo Camilo ao longo dos últimos quatro anos, hoje é o primeiro secretário da Assembleia.

Oficialmente, só os deputados Bruno Gonçalves e Renato Roseno, respectivamente, do Patriotas e do PSOL, foram apresentados como líderes. O PP já definiu que o Apóstolo Luiz Henrique será o líder da bancada, assim como o PDT seja o deputado Guilherme Landim, mas os dois partidos ainda não oficializaram as indicações.
Landim, segundo alguns pedetistas, quer tornar oficial a sua posição após colher a assinatura de todos os deputados do partido.