domingo, 13 de janeiro de 2019

Ex-ministro Raul Jungann diz sobre ataques no Ceará: "É uma ensaio que está por vir".


O ex-ministro de Segurança Pública Raul Jungmann comentou, em sua conta oficial do Twitter, na manhã deste sábado, 12, que a onda de ataques no Ceará não se restringe a uma crise pontual, mas é um “ensaio do que está por vir”. Jungmann afirmou que não se resolverá o problema sem enfrentar a questão prisional, que considerou “controlada pelas facções”.
 
Raul ainda falou sobre a dificuldade de se falar em uma reforma do sistema prisional, afirmou que a opinião pública insiste na tese de que se prenda os criminosos para sempre. “E quem ousar discutir o sistema prisional será linchado”, disse o ex-ministro.
 
Esse é o segundo dia consecutivo em que Jungmann se pronuncia sobre os ataques no Estado. Na manhã dessa sexta-feira, 11, ele destacou a necessidade de mais programas voltados para a ressocialização e o menor índice de presos em regime fechado, restringindo para casos de “crimes de sangue, tráfico, hediondos”.
 
Último discurso como ministro
 
Em seu último discurso como ministro, antes de passar o cargo para Sérgio Moro, no último dia dois, Jungmann defendeu a necessidade de realizar uma reforma do sistema penitenciário no País. Ele ainda destacou que o Sistema Único de Segurança Pública (Susp), aprovado pela pasta, permitirá ao país “superar essa situação” e servirá de legado para Moro.

( O Povo)