sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Prefeito de Tarrafas terá que ressarcir recursos financeiros aos cofres públicos

O Prefeito de Tarrafas, Tertuliano Cândido Martins de Araújo pode ter que ressarcir recursos financeiros aos cofres públicos por Improbidade Administrativa. O valor do ressarcimento pode chegar a 24.900,00 .

Uma investigação do Ministério Público Estadual (MPCE) moveu uma levou a possíveis irregularidades de locações em beneficio de terceiros. Segundo o ministério publico a prefeitura teria feito contratos de forma ilegal, com  Josimar Oliveira.

Além dos pagamentos ilegais e excessivos de locação do imóvel já informado, há várias irregularidades na dispensa de licitação: imóvel sem escritura pública; pagamento realizado anteriormente ao processo de dispensa de licitação; ausência de pesquisa de preços; ausência de justificativa quanto à escolha do imóvel; ausência de publicação do contrato e do aditivo; entre outras irregularidades, tudo com o propósito de beneficiar Josimar.

Além do prefeito, também figuram como réus na ação o ex-secretário de Administração, Planejamento e Finanças do Município de Tarrafas D’Angello Alcântara Araújo de Oliveira; o presidente da Comissão de Licitação, Luiz Alves Matias; os membros da Comissão de Licitação, Cícero Reis dos Santos e Antônio Vieira Izidorio; a tesoureira, Joana Alice de Sousa Alcântara; e o beneficiário direto do valor que foi pago pelos cofres públicos por meio da locação de imóvel sem escritura pública a Josimar.