quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Anatel bloqueará milhares de celulares a partir deste sábado, dia 8


Donos de celulares irregulares no Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins devem ficar alertas para o funcionamento dos aparelhos a partir de sábado (8).

É que a ação "Celular Legal", da Anatel, chega a essas regiões. A medida serve para desconectar aparelhos que não oferecerem a qualidade e segurança exigidas pela regulamentação brasileira, roubados, furtados e clonados ou com o IMEI adulterado.

Apesar de definitiva, a prática não pegará ninguém no susto. Isso porque quem tem o smartphone pirata nessas regiões recebe desde 23 de setembro um aviso sobre a situação irregular, com a seguinte mensagem:
"Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em 75 dias".

Na véspera do bloqueio, o dono do aparelho também receberá um "bilhete", por SMS, informando que o aparelho deixará de funcionar.
Veja:
"Operadora avisa: Este celular IMEI (número do IMEI) é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares".

Há uma brecha, entretanto, que poupará parte dos celulares piratas conectados às redes de telefonia móvel do Brasil. Segundo a Anatel, consumidores que estão utilizando aparelhos irregulares antes dessas datas e não alteraram o número não serão "caçados" pela ação.

Celulares também serão bloqueados em outros estados

A partir de 7 de janeiro de 2019, o "Celular Legal" chegará à Região Nordeste e nos demais estados da Região Norte e Sudeste. Os celulares serão bloqueados a partir de 24 de março do ano que vem.
Na primeira fase, o bloquei foi implantado no Distrito Federal e em Goiás. Desde maio, já foram excluídos das redes 103 mil celulares irregulares.