quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Universitários do Curso de Medicina Veterinária são presos por tráfico de drogas em Juazeiro

Pedro Henrique e Samuel (Foto: Divulgação PC)

Dois jovens universitários do Curso de Medicina Veterinária foram presos pelo Núcleo de Combate às Drogas, da Polícia Civil em Juazeiro do Norte. Foram eles: Pedro Henrique Moraes Sampaio e Samuel Barbalho Cavalcanti, ambos de 19 anos.

As prisões aconteceram na tarde desta quarta-feira (28) e são frutos das investigações sobre tráfico de entorpecentes na Região do Cariri. Pedro Henrique estava com mandado de prisão preventiva decretada pelo juiz da primeira vara Criminal de Juazeiro do Norte. Ele havia aparecido nas investigações realizadas pelo Núcleo de Combate às Drogas, após a prisão de uma universitária do Curso de Direito no início deste mês, também por tráfico de drogas.

As diligências apontaram que Pedro Henrique e Samuel Barbalho eram os fornecedores das drogas apreendidas naquela ocasião.

Durante a operação policial realizada nesta quarta-feira, na casa de Samuel Barbalho, os policiais apreenderam certa quantidade maconha, balança digital e utensílios para o tráfico, ensejando sua prisão em flagrante.

As investigações ainda apontaram que os dois universitários se vangloriavam da qualidade das substâncias comercializadas por eles, já que afirmavam que as drogas eram absolutamente “naturais, sem aditivos”.

Segundo a Polícia Civil, as drogas eram repassadas no atacado e varejo. O público alvo das vendas dos entorpecentes eram jovens universitários de classe média e alta de Juazeiro, Crato e Barbalha.

Após o auto de prisão em flagrante delito e cumprimento do mandado de prisão preventiva, os presos foram encaminhados à Cadeia Pública Juazeiro do Norte, onde permanecerão à disposição da Justiça.

OUTRA PRISÃO POR TRÁFICO

Nesta quarta-feira (28), os policiais civis também deram cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 2 Vara  em desfavor de Francisco Alex Leite dos Santos pelo crime de tráfico de drogas.
O acusado, de acordo com as investigações policiais,  Alex Leite é proprietário dos 6kg de Cocaína e 1,5 kg de Crack apreendido pela polícia no mês de setembro.