quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Projeto Caminhos para um Envelhecimento Cidadão no Ceará promove encontros em Sobral e Itapipoca

O projeto “Caminhos para um Envelhecimento Cidadão no Ceará”, promovido pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através do Centro de Apoio Operacional da Cidadania (CAOCidadania) e do Centro de Apoio Operacional das Organizações da Sociedade Civil, Cível e do Consumidor (CAOSCC), segue pelo interior do Estado, passando, na última terça e quarta-feira, por Sobral e Itapipoca, respectivamente.
Com o intuito de comemorar os 15 anos do Estatuto do Idoso e fomentar a criação e o fortalecimento dos Fundos e dos Conselhos Municipais dos Direitos dos Idosos nos municípios cearenses, por meio de capacitações regionalizadas dos agentes envolvidos, os eventos estão sendo realizados ao longo do ano, estendendo-se até 2019.07.11.18.Caminho.envelhecimento.Cidadão.Itapipoca.s1
Para o promotor de Justiça Hugo Porto, coordenador do CAOCidadania, os dias foram muito ricos, com uma adesão muito positiva. “Houve uma troca de experiências, uma demonstração de interesse pelo projeto. São oito encontros, já fizemos quatro, sempre medindo as informações para avançarmos e saber o precisamos cobrar”, explica. Também estiveram presentes membros e assessorias das Promotorias de Justiça de Sobral, Croatá e Itapipoca, além de demais parceiros.
Além de Sobral e Itapipoca, o “Caminhos para um Envelhecimento Cidadão no Ceará” também passou por Horizonte e Russas, recebendo também os municípios convidados das respectivas regiões. Crato e Acopiara serão os próximos, nos dias 4 e 6 de dezembro. Já no dia 5 de dezembro haverá uma reunião com Crato e Juazeiro, que serão pilotos para implementação do fundo municipal da pessoa idosa.

Sobre o Projeto
A iniciativa do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através do Centro de Apoio Operacional da Cidadania (CAOCIDADANIA) e do Centro de Apoio Operacional das Organizações da Sociedade Civil, Cível e do Consumidor (CAOSCC), com o apoio de diversas entidades entre as quais a Aprece, visa fomentar a criação e o fortalecimento dos Fundos e dos Conselhos Municipais dos Direitos dos Idosos nos municípios cearenses, por meio de capacitações regionalizadas dos agentes envolvidos. Os encontros deverão ser divididos em temas, como Conselhos Municipais dos Direitos; Criação e Implementação do Fundo Municipal; Políticas Públicas Municipais e Rede de Atendimento da Pessoa Idosa.

MPCE