terça-feira, 27 de novembro de 2018

Mobilização de combate ao Aedes aegypti ocorre nesta última semana de novembro

Imagem: Divulgação
Grande mobilização de combate ao Aedes aegypti deve ocorre em todo o território nacional, durante toda a última semana deste mês, e o Dia D de combate ao mosquito será na sexta-feira, 30 de novembro. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa sobre a iniciativa impulsionada pelo Ministério da Saúde (MS) e aconselha os gestores municipais a promoverem ações de conscientização para combater a proliferação do mosquito transmissor da Dengue, da chikungunya e do vírus zika.

O objetivo da ação nacional é uma ampla mobilização das redes de Saúde, Educação e Assistência Social sobre a importância do combate ao mosquito. A inciativa deve ganhar atenção especial, novamente, por conta do período chuvoso que, geralmente, causa aumento na proliferação do inseto em recipientes e locais com água parada. Além disso, o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), divulgado em junho deste ano, previu que um em cada quatro Municípios pode ter surto de infestação pelo mosquito.Diante desse contexto, a CNM alerta para o impacto de iniciativas simples. “É preciso intensificar as ações de combate e trabalhar com a população para proteger os Munícipios e reduzir quantidade de casos”, pede o presidente da CNM, Glademir Aroldi. De acordo com ele, políticas locais de prevenção são eficientes, uma vez que ao ser infectado a pessoa pode sofrer diversas consequências graves, inclusive de morte. Para auxiliar os gestores locais no desenvolvimento de ações de enfretamento, a entidade mantém no ar a página Municípios Contra o Mosquito Aedes Aegypti.Material
No hotsite vinculado ao portal institucional é possível encontrar material sobre as doenças transmitidas pelo inseto, diagnósticos, estudos e outras dicas importantes. Dentre as dicas disponíveis destacam-se: definir estratégias de assistência à população por meio das áreas da assistência social, da educação, de defesa civil e da saúde; e desenvolver plano de comunicação utilizando-se os meios disponíveis, como rádio, site, carros de som e panfletos. Também é importante mobilizar as lideranças sociais e comunitárias; e assegurar ações de fiscalização e monitoramento das equipes de vigilância, dos serviços de coleta e de tratamento de lixo.Entre as ações educativas propostas pela mobilização nacional deste ano estão: a elaboração de atividades lúdicas, organização de mutirões de limpeza, rodas de conversa e gincanas, produção de murais informativos e cadastro do Cartão SUS. O DIA D deve ser marcada pela participação de autoridades, gestores, líderes e personalidades participando de atividades para combate ao mosquito. O MS também lançou uma página on-line com todo material da campanha deste ano disponível. Acesse!


Agência CNM de Notícias