sábado, 17 de novembro de 2018

Mãe de bebê deixado na porta de igreja no Ceará se arrepende e quer criança de volta

A mãe do bebê deixado na porta da igreja do distrito de Iara, na zona rural do município de Barro, no Ceará, se diz arrependida e deseja a criança de volta, conforme relataram policiais da cidade. A criança tem de três a cinco dias de vida e foi encontrada pelo pároco da cidade, padre Valderi Tavares, que o batizou de Daniel, em referência à história bíblica de “Daniel na cova dos leões”.
A mãe de Daniel voltou para o município de Barro na manhã desta sexta-feira (16) em busca do padre Valderi e do seu filho. De acordo com ela, os motivos que a fizeram deixar o recém-nascido são graves e envolvem outras pessoas. "Se fosse para o mal, eu não teria me arrependido", declarou ela para o pároco.
A escolha do local foi "para o bem do filho", disse a mãe em entrevista à Tribuna do Povo, da cidade de Barro. "Assim que eu voltei para cidade, me arrependi amargamente", declara após confessar não ter conseguido dormir durante a noite.
A conselheira tutelar Maria da Conceição Marques explicou que, antes do bebê voltar para os cuidados da mãe, a maternidade terá de ser comprovada por meio da verificação de documentos e de testemunhas, para, dessa forma, garantir a segurança de Daniel. Uma advogada foi contatada para auxiliar nos procedimentos legais.