quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Governadores do Nordeste se reuniram para debater pautas à serem levadas ao futuro presidente

Os governadores dos estados do Nordeste se reuniram, na manhã desta quarta-feira (21), na representação do Ceará em Brasília, para definir as demandas prioritárias da região a serem apresentadas ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).
Participam da reunião, os governadores Camilo Santana (PT/CE), Wellington Dias (PT/PI), Paulo Câmara (PSB/PE), Rui Costa (PT/BA), Flávio Dino (PC do B) e Belivaldo Chagas (PSB/SE); além do vice-governador de Alagoas Luciano Barbosa (MDB/AL). Também estiveram presentes dois governadores eleitos da região, a atual senadora Fátima Bezerra (PT-RN); e João Azevêdo (PSB-PB); e Luciana Santos (PCdoB), futura vide-governadora de Pernambuco.
Na chegada, o governador do Maranhão, Flávio Dino, defendeu a pauta já anunciada sobre a retomada das obras na região, como a transposição de águas do Rio São Francisco e a Transnordestina. Na opinião de Dino, é necessário retornar os investimentos para retomar crescimento. Dino ainda criticou a política econômica do presidente eleito, que, para ele, não pode se restringir a "privatizações  e corte de gastos".
O presidente do Senado, Eunício Oliveira, também participou da reunião com os governadores do Nordeste. Eunício se disse disposto a colocar em votação matérias de interesses da região, como a partilha dos recursos, entre estados e municípios, com a venda dos campos do Pré-Sal - do chamado contrato de sessão onerosa. Se houver acordo no Senado, o presidente do Senado disse ser possível colocar a pauta em votação já na próxima semana.
Os governadores também pediram a analise do projeto sobre o Fundo de Participação dos Estados. Além da securitização de dívidas, projeto parado na Câmara para antecipar dinheiro devido a estados.