terça-feira, 2 de outubro de 2018

Campanha Crato Rosa 2018 objetiva alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer


A Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), lançou ontem (segunda-feira, 1), na Praça Siqueira Campos, a Campanha Crato Rosa 2018, que tem como objetivo alertar as mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e do colo de útero.

O mês de outubro é considerado o mês de conscientização sobre o câncer de mama no país, e integra o Brasil ao movimento internacional conhecido por Outubro Rosa, que se propõe a estabelecer ações de divulgação sobre a doença.

A abertura da campanha contou com a Banda Municipal do Crato que animou a todos, e com o trabalho dos profissionais de saúde que disponibilizaram testes rápidos de HIV e sífilis, aferição da pressão arterial, material de educação em saúde e distribuição de preservativos.

Segundo a Coordenadora da Atenção em Saúde do Crato, Déborah da Conceição, durante todo o mês de outubro, a SMS fará atendimentos diferenciados nos postos de saúde da cidade e nos distritos, para melhor atender a mulher cratense.

O Secretário de Saúde, André Barreto, ressaltou a importância da campanha, destacando que o cuidado e a prevenção precisam acontecer de forma constante, não apenas enfatizado durante esse período. “É interessante repassarmos as informações e os cuidados adequados a todas as mulheres não só nos postos de atendimento, mas também em nossos círculos sociais pessoais. Trabalharemos para alcançar os objetivos traçados para o sucesso da campanha”, disse André.

Também presentes no momento, a Secretária Adjunta da Saúde, Milenna Brasil, e os vereadores Renan Almeida, Fernando Brasil e Thiago Esmeraldo.

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente de câncer no mundo, e o mais comum entre as mulheres. Ele é seguido pelo câncer de colo de útero, o segundo que mais aparece na população feminina, e que constitui a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Os dois tipos de câncer, contudo, têm chances altíssimas de cura caso descobertos em estágios iniciais. Para a mama, a cura fica em torno de 90% se o tumor for diagnosticado precocemente. No caso do colo do útero, chega a 100%. As chances de cura são altas, quanto mais cedo for descoberto e, para isso, a única coisa que as mulheres precisam fazer são os exames de prevenção, que são simples e estão disponíveis na rede pública.

(Assessoria de Imprensa)