sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Mais de 3 mil militares do Exército reforçarão a segurança em cinco municípios cearenses


Em reunião, nesta sexta-feira, 28/9, o comandante da 10ª Região Militar, general Fernando José Soares da Cunha Mattos, anunciou que cerca de 3.000 militares do Exército atuarão no reforço da segurança no 1º turno das eleições em Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Juazeiro do Norte e Sobral.

O Plano de Segurança do Exército objetiva garantir a votação e a apuração, a partir de requisição da Justiça Eleitoral. A apresentação foi feita na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará à desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira e ao vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo.

Estiveram presentes o chefe do Estado Maior Especial, coronel Nelmo Henrique Giarola; o assessor de Relações Institucionais Da 10ª RM coronel José Bezerra de Menezes Neto; o assessor Jurídico, major Alexandre Junior; o superintendente da Polícia Rodoviária, Marcos Antônio Jesus Lima de Sena; procurador regional eleitoral do Ceará, Anastácio Tahim Junior; juiz Francisco Eduardo Torquato Scorsafava; e as juízas Alda Maria Holanda, Adriana Dantas e Leopoldina Fernandes; o diretor-geral do Tribunal, Hugo Pereira Filho; e o assessor jurídico da Presidência do TRE, Caio Guimarães.

A tropa terá militares de sete batalhões do Exército, oriundos de Fortaleza, Crateús, Recife, Garanhuns, Petrolina e Salvador. Todos eles estarão a postos a partir desta sexta-feira, 5/10, e no sábado, 6/10, véspera das eleições, farão reconhecimento das áreas de atuação.

"O foco da atuação da tropa federal no dia do pleito é a coibição dos crimes eleitorais. A nossa vocação no dia do pleito não é segurança pública, até porque os órgãos de segurança pública estarão atuando em sua plenitude. A distribuição da tropa é voltada ao número de eleitores. Em cada cidade haverá um comando de batalhão organizado e sendo responsável pela coordenação da tropa federal naquele município", concluiu o general Cunha Mattos.

Segundo o comandante, as forças de segurança trabalharão integradas: "Haverá um Centro de Operações do Exército, com a presença das Polícias Federal, Militar, Rodoviária Federal e Abin. Nossos oficiais de ligação trabalharão com a Secretaria de Segurança Pública no Centro de Coordenação de Segurança Integrada".

No final, a desembargadora Nailde Pinheiro agradeceu o empenho da 10ª Região Militar. "A reunião foi muito importante para mostrar a organização do Exército, detalhando como será a atuação nos cinco municípios, que foram escolhidos a partir de critérios objetivos, ou seja, mais de 100 mil eleitores".