terça-feira, 11 de setembro de 2018

Em Fortaleza, são 490.791 títulos com número da zona e seção desatualizados

Foto: reprodução
O vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, discutiu nesta quinta-feira, 6/9, novas ações que possam diminuir os efeitos do rezoneamento para os eleitores.

Apenas em Fortaleza, são 490.791 títulos com número da zona e seção antigos. No dia da eleição, essa incorreção pode atrasar a localização da seção e causar transtornos. No interior, 262.553 eleitores estão na mesma situação.

Participaram da reunião a juíza eleitoral da 112ª Zona (Fortaleza), Jacinta Inamar Franco Mota Queiroz; a secretária da Corregedoria, Águeda Gurgel; as coordenadoras de eleições, Edna Sabóia, e de Administração do Cadastro Eleitoral, Lorena Belo; o chefe de cartório da 112ª, Eduardo Figueiredo; a servidora da CRE, Danielle Ribeiro Furtado Barbosa Mendes, e a assessora de imprensa e comunicação social, Aline Oliveira Martins.

Dentre as medidas, o corregedor sugeriu divulgação mais intensa na comunidade do Dendê e na Unifor, bem como contato com a direção do Colégio Ari de Sá (maior local de votação em Fortaleza), para solicitar auxílio na divulgação entre os alunos e familiares.

Ficou definida a impressão e distribuição de panfletos, para reforçar a comunicação, que já vem sendo feita tanto pelos veículos da imprensa, como nos canais de divulgação do TRE (Facebook e Instagram).

No dia da votação, as informações sobre as mudanças das seções ficarão disponíveis aos eleitores pelo Disque Eleitor, portal do TRE e, nos locais de votação, com a impressão do identificador atual da seção acompanhado do número antigo. A ideia é que os auxiliares de eleição possam ajudar os eleitores que estiverem com o título desatualizado.

Para quem não levar o documento, a juíza eleitoral Jacinta Inamar propôs a instalação de computadores para a pesquisa dos números das seções, assim a informação chegaria ao eleitor com mais rapidez e facilidade.

e-título

A coordenadora de Eleições, Edna Sabóia, ressaltou que após a intensificação da divulgação tem crescido o número de e-Títulos emitidos. No Ceará, 227.740 eleitores já baixaram o aplicativo que substitui o título na hora de votar. Desse total, 201 mil possuem cadastro biométrico, isto é, além de substituir o título, para os eleitores com biometria o e-Título substitui também o documento de identificação com foto.

Os eleitores que estão em dia com a Justiça Eleitoral e desejam atendimento apenas para impressão da segunda via do título podem baixar o aplicativo e votar tranquilos.

O app está disponível para iPhone(iOS), smartphones (Android) e tablets.

2ª Via do título

Quem preferir ter o documento físico deve se dirigir, em Fortaleza, à Central de Atendimento ao Eleitor (Avenida Almirante Barroso, 601 - Praia de Iracema) e, no interior do Estado, ao cartório eleitoral da sua zona, portando documento de identidade, e solicitar uma segunda via do título.

Disque Eleitor e Portal

O TRE disponibiliza o serviço de atendimento Disque Eleitor pelo telefone 148 (válido para fixos e celulares com créditos válidos) para dúvidas,  esclarecimentos ou consulta sobre seção e local de votação.

Através do portal do TRE na internet (www.tre-ce.jus.br), o eleitor também poderá consultar seu local de votação e seção, bastando informar nome completo, data de nascimento e nome da mãe.