quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Com decisão do STF, 435 títulos de eleitor são cancelados no Ceará


Com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). na tarde de hoje, de cancelar os títulos eleitorais dos eleitores que não fizeram a biometria, um total de 453,1 mil cearenses que não realizaram a biometria no prazo determinado ficam impedidos de votar nas eleições deste ano.

Em todo o país foram cancelados 3,4 milhões de títulos de eleitor. No Ceará, a biometria era obrigatória em 129 dos 184 municípios cearenses, somando 4,7 milhões de eleitores. Além de estarem impedidos de votar, os faltosos estão impedidos de tomar posse em cargo público, emitir ou renovar passaporte, contrair empréstimos em bancos oficiais, participar de programas assistenciais do governo, matricular-se em instituição pública de ensino.

Após a eleição, a Justiça Eleitoral abrirá um novo prazo de cadastramento biométrico, a fim de regularizar a situação dos títulos cancelados.

Caucaia, é o município com mais títulos cancelados (28.628), seguido de Juazeiro do Norte (21.666), Maracanaú (19.330); Sobral (13.431); Crato (11.951);  Iguatu (11.249); Itapipoca (10.812);  Icó (8.494);  Maranguape (8.115); Morada Nova (7.018) e  Pacatuba (7.018).