domingo, 9 de setembro de 2018

Ao lado de Eunício e Guimarães, governador Camilo destaca ações de segurança, recursos hídricos e educação, durante comício em Crateús


A "Princesa do Oeste", como é popularmente conhecida a cidade de Crateús, recebeu ontem (sábado,8), a coligação "Por um Ceará cada vez mais forte". O governador Camilo Santana 13 liderou mais um comício regional acompanhado do presidente do Senado, Eunício Oliveira, e do candidato a reeleição à Câmara Federal, Guimarães 1322.
A comitiva partiu do aeroporto Doutor Lúcio Lima, em Crateús. Já diante da multidão que se concentrou em frente ao monumento histórico Coluna da Hora, construído há mais de 50 anos no centro da Cidade, o governador Camilo Santana falou sobre ações realizadas durante seu primeiro mandato, que beneficiaram diretamente moradores de Crateús e da região.
Medidas como a instalação do Batalhão do Raio, sistema de videomonitoramento, Centro Cearense de Idiomas e construção de uma unidade da Perícia Forense, o IML de Crateús. "Quantas noites de sono eu perdi preocupado que ia faltar água para nossos irmãos e irmãs cearenses. Cavei quase seis mil poços profundos, comprei 19 novas máquinas perfuratrizes, fiz 400 quilômetros de adutoras para não faltar água para o povo cearense. Conseguimos com esse esforço trazer de volta a maior obra hídrica desse país, nós estamos fazendo o Cinturão das Águas,  e se Deus quiser até o final do ano a água do São Francisco vai chegar ao Ceará. Enquanto outros estados estão quebrados, nós somos o Estado que mais investe. E nós vamos inaugurar a escola profissionalizante aqui em Crateús. Não sou homem de prometer, mas terão em mim todo o cuidado para que a gente possa melhorar a saúde de Crateús, que merece um hospital regional e vou trabalhar muito para que a gente possa garantir esse serviço para essa região".
Em discurso, o governador se comprometeu a instalar em Crateús o novo campus da Universidade Estadual do Ceará.
"E assumo também o compromisso de levar um Batalhão do Raio para  as cidades com mais de 30 mil habitantes". Hoje, todos os municípios com população acima de 50 mil habitantes já contam com o Raio.