sábado, 29 de setembro de 2018

48% - Quase metada da população brasileira acha que a vida vai melhorar com novo presidente, diz pesquisa Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (28) aponta que 48% dos eleitores entrevistados afirmaram que a vida vai melhorar com o novo presidente. Outros 33% disseram que a vida vai continuar como está, 5% responderam que vai piorar e 14% disseram que não sabem.
A pesquisa foi feita entre 26 e 28 de setembro com 9.000 eleitores com 16 anos ou mais em 343 municípios brasileiros.
O Datafolha também perguntou aos entrevistados como eles veem o apoio do próximo presidente, independentemente de quem for eleito, tanto no Congresso Nacional quanto na sociedade brasileira.
Veja abaixo todas as respostas:
Otimismo
O Datafolha fez a seguinte pergunta aos eleitores: "Com o novo presidente, no ano que vem, a sua vida vai melhorar, piorar ou continuar como está?"
Veja as respostas:
Vai melhorar: 48%
Vai piorar: 5%
Vai continuar como está: 33%
Não sabe: 14%

Apoio do Congresso Nacional
Os entrevistados também responderam sobre quanto apoio eles acreditam que o próximo independentemente de quem for eleito, o próximo presidente terá do Congresso Nacional, isto é, dos deputados federais e senadores, para governar.
Veja as respostas:
Terá muito apoio: 24%
Terá algum apoio: 49%
Não terá apoio: 11%
Não sabe: 17%

Apoio da sociedade brasileira
O Datafolha ainda questionou os entrevistados sobre se o próximo presidente terá muito, algum ou nenhum apoio para governar.
Veja as respostas:
Terá muito apoio: 37%
Terá algum apoio: 43%
Não terá apoio: 9%
Não sabe: 11%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Quem foi ouvido: 9.000 eleitores com 16 anos ou mais em 343 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 26, 27 e 28 de setembro
Registro no TSE: BR-08687/2018
Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S. Paulo"
O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

(Datafolha)