terça-feira, 28 de agosto de 2018

Ciro Gomes defende Operação Lava-Jato, mas critica ‘abusos’


Embora tenha dito que apoia a Operação Lava-Jato, o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, criticou ontem, em entrevista ao Jornal Nacional, o que considera ‘abusos’ do Judiciário e do Ministério Público Federal. Ex-ministro do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidenciável disse ainda que, para ele, o petista não é “satanás”, nem “um deus”.
— Apoio a Lava-Jato porque ela é uma virada de página na crônica de impunidade que sempre marcou a corrupção dos grandes no Brasil. Porém, a Lava-Jato só prestará bom serviço se for vista pela maioria ou pelo conjunto da sociedade como uma coisa equilibrada. Do lado do PSDB não tem nenhum na cadeia — afirmou Ciro, que foi o primeiro candidato a presidente a ser entrevistado pelo JN.
Ele afirmou ainda que o Ministério Público muitas vezes extrapola suas funções, “destrói reputações”, e que o Judiciário estaria aproveitando a “desmoralização” dos poderes Executivo e Legislativo para fazer política.

(O Globo)