quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Acaba a greve dos professores de Caririaçu

Edmilson Leite assinou documento que pôs fim a greve.

Depois de 33 dias de paralisação, os professores decidiram retornar às salas de aulas em Caririaçu a partir desta segunda-feira (13). O fim da greve aconteceu após mais uma rodada de negociação, ocorrida nesta quinta-feira (9), entre o prefeito Edmilson Leite (PDT) e o Sindicato dos Professores do Município.
Os professores decidiram aceitar a proposta de 2,5% de aumento a ser implantado a partir de outubro próximo e a partir de janeiro de 2019 irão receber retroativo aos anos 2016 e 2017, em 18 parcelas, após devida avaliação e autorização do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
A consulta ao TCE foi determinada pelo Ministério Público, sob risco de Edmilson Leite ter de ressarcir do próprio bolso, valores que por ventura sejam pagos aos professores sem o parecer do TCE.
A greve utilizada como instrumento político pela oposição foi iniciada em 3 de junho passado. No dia 20 do mesmo mês, as escolas entraram e recesso escolar e deveriam ter sido retomadas as aulas no dia 23 de julho. No entanto, a intransigência de alguns professores acabou prologando a paralisação.
"Houve muito esforço da secretária Joélia Correia e do procurador Dr. Jhonatan Morais para um acordo com o sindicato. A partir da segunda (13), todas as portas das escolas estarão abertas para nossos alunos com carinho e respeito de sempre", disse o prefeito Edmilson Leite.