sábado, 28 de julho de 2018

PT abre mão de candidatura ao Senado



Fernando Santana, Camilo e Guimarães no encontro do PT


O Partido dos Trabalhadores (PT) não terá um candidato próprio ao Senado nas eleições deste ano. Em votação, 200 dos 270 delegados da base do partido decidiram não indicar um nome para a disputa pelo Senado Federal. A decisão ocorreu, neste sábado (28), durante o Encontro de Tática Eleitoral do partido, no Hotel Praia Centro, em Fortaleza.
Com isso, o PT estadual vai apoiar o candidato do PDT ao Senado, o ex-governador Cid Gomes. Cid ainda não confirmou que será candidato, mas aliados já dão como certa a candidatura do peesedebista. A decisão do PT pode beneficiar também a reeleição do senador Eunício Oliveira (MDB), presidente do Congresso Nacional. Eunício se aproximou da gestão do governador Camilo Santana (PT), com quem mantém uma parceria administrativa desde 2016. Em 2014, os dois estão de lados opostos na disputa pelo Governo do Estado.
Para o deputado federal José Guimarães a decisão – de o partido não ter candidato ao Senado – já era esperada. Alguns nomes do PT podem vir apoiar a reeleição do senador Eunício Oliveira.