sexta-feira, 27 de julho de 2018

Campanha do PCC pretende recrutar novos membros em 1 novo bandido por hora

Membros do PCC. Foto: Notícias R7

O PCC pretende fazer um recrutamento para fortalecer o crime organizado no Brasil. A campanha “adote um irmão” será feita pelo grupo criminoso mais forte do país em que cada membro filiado à facção convida um novo para dentro da organização.
Com investigações da Polícia Civil de São Paulo, nessa campanha o PCC pretende recrutar 1.000 novos integrantes em média, ou 30 novos membros por dia.
Para impulsionar as ações, o grupo irá acabar com a “cebola”, como é chamada a mensalidade que os integrantes são obrigados pagar à organização, que custa até R$ 900 reais à depender do estado. Os bandidos mais altos da hierarquia do PCC não pagam essa mensalidade.
Essa ação é uma medida que a organização criminosa obteve para, além de conseguir novos membros, concorrer com outras organizações como o Comando Vermelho (CV).
O PCC tem hoje cerca de 22 mil filiados no Brasil
Batismo de iniciação
Ao iniciar no comando, o integrante passará pelo “batismo” que é uma cerimônia simples em que o criminoso aceita as regras da facção. Além disso há a leitura do Estatuto do Comando em que ele responde a um questionário de perguntas pessoais de sua vida.
Com informações da Folha de São Paulo