sábado, 21 de julho de 2018

Até o momento 6 nomes já estão confirmados para concorrerem ao Senado pelo Ceará

Senado Federal. Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Seis nomes das cinco chapas formadas para disputar o Senado já estão confirmados até o momento. Cada chapa partidária só pode apresentar dois nomes e conforme eleitos em outubro dois senadores representarão o Estado do Ceará no congresso.
A chapa formada por PSOL e PCB confirmaram os nomes de Janielson Simões (PSOL), pastor protestante e militante dos movimentos sociais, e Benedito Oliveira (PCB), operário da construção civil.
O PSTU formará chapa única, sem outros partidos aliados. Até o momento está cotado Geraldo Magela e o outro nome, de dentro do partido, será decidido em convenção sem data definida.
A Rede Sustentabilidade (REDE) vai lançar o ambientalista João Saraiva. O partido discute a formação de outro apoio para compor a chapa, mas será decidido em convenção.
A chapa PSDB-Pros lançou até o momento Luís Eduardo Girão (Pros), ex-presidente do Fortaleza. O lado tucano ainda não determinou o outro nome. Mas tudo indica que Leandro Vasques ou Luiz Pontes, filiados ao PSDB, serão um dos que comporão a chapa.
No bloco PT, MDB e PDT, o governador Camilo Santana (PT) manifesta interesse em Eunício Oliveira (MDB) para compor um dos nomes ao Senado. O desafio do petista e do bloco é formar outro nome que pode ser entre Cid Gomes e André Figueiredo (PDT), e o PT também pensa em um nome do próprio partido para fechar a chapa.
As convenções partidárias devem acontecer no período de 20 de julho a 5 de agosto e até lá os partidos já devem confirmar seus candidatos
Com informações O Povo