quinta-feira, 14 de junho de 2018

Projeto Castanhão - Domingos Neto causa repulsa aos juazeirenses


O deputado federal Domingos Neto (PSD) está provocando a repulsa e a ira dos cidadãos de Juazeiro do Norte. É que a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara Federal aprovou nesta quarta-feira (13) o projeto de lei de autoria do deputado Domingos Neto (PSD) que denomina Deputado Paes de Andrade o Açude Castanhão. O projeto segue agora para o Senado Federal.
O problema, na visão dos juazeirenses, é que o Açude Castanhão iniciado na gestão Tasso Jereissati (1995) e concluído por Beni Veras (2002), já tem nome oficial: Açude Padre Cícero, em homenagem ao fundador de Juazeiro do Norte e considerado santo pelos nordestinos.
Nada contra Paes de Andrade que foi um dos maiores defensores da construção do Castanhão e assinou a ordem de serviço para o início da obra quando esteve no exercício da Presidência da República. "Que deem outra homenagem a Paes de Andrade, mas o Castanhão já foi batizado como Padre Cícero", defende o radialista Jucimar Leite. O receio é de que ao chegar no Congresso Nacional, o projeto seja aprovado e depois ir pra sanção do presidente Michel Temer. Como Paes de Andrade era sogro do senador Eunício Oliveira, o projeto deve facilmente passar no Congresso.
O Açude Castanhão, localizado na Região do Vale do Jaguaribe, abastece atualmente um terço da população do Ceará e tem evitado o colapso hídrico na Região Metropolitana de Fortaleza.