segunda-feira, 25 de junho de 2018

Funcionamento da Zona Azul é debatida em sessão da Câmara do Crato


O novo sistema de estacionamento rotativo Zona Azul, reimplantado na última semana em Crato, foi tema de debate na sessão desta segunda-feira (25) da Câmara Municipal.

Os parlamentares iniciaram as discussões afirmando que o novo sistema tem que ser revisto o quanto antes, além disso, disseram ser inaceitável o fato de ser cobrado R$ 2,00 por hora, eles também criticaram o fato de haver multa e reboque para aqueles que ultrapassarem as duas horas pré-estabelecidas. Os vereadores solicitaram que o prefeito revisse o novo sistema já que além dos preços altos também foi gerada a extinção de empregos.

O presidente da Câmara, Florisval Coriolano (PRTB), também lamentou a extinção dos empregos e garantiu que durante o recesso parlamentar seria criada uma comissão para fazer um estudo sobre o estacionamento rotativo.

O líder do prefeito, Dr. Renan Almeida (PATRIOTA), esclareceu que o sistema visa dar rotatividade ao trânsito e é um sistema moderno e cômodo e faz com que a Lei seja cumprida, portanto, não é permitido ultrapassar duas horas. 

Os parlamentares também aprovaram dois projetos de autoria do prefeito, José Ailton Brasil (PP). O primeiro dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da Lei orçamentária para o exercício de 2019 e o segundo constitui o Serviço de Inspeção Municipal - SIM para os procedimentos de inspeção sanitária em estabelecimentos que produzam produtos de origem animal e vegetal. Ao final das votações e discussões a sessão foi encerrada.