quinta-feira, 28 de junho de 2018

Câmara de Altaneira instaura processo de cassação do prefeito do municipal

Foto: Blog de Altaneira

Por 8 votos a 1 a Câmara Municipal de Altaneira decidiu na Sessão Ordinária desta quarta-feira (27) instaurar processo para cassação do mandato do prefeito de Altaneira, Dariomar Rodrigues (PT), por práticas de infrações político-administrativas. Dos nove integrantes do Legislativo Municipal apenas  vereadora Silvania Andrade (PT) votou contra o recebimento da  denúncia apresentada pelo advogado e blogueiro Raimundo Soares Filho.
Na denúncia apresentada foram relacionadas uma série de despesas consideradas irregulares, todas realizadas em 2017, foram apontadas as empresas beneficiadas, bem como um comparativo com as mesmas despesas realizadas no exercício financeiro de 2016, comprovando-se um elevado aumento.
São cinco as despesas denunciadas com suspeitas de superfaturamento e não prestação de serviços ou fornecimentos de bens contratados.
A despesas denunciadas estão relacionadas com a prestação de serviços de limpeza urbana, locação de veículos , fornecimento de peças e serviços mecânicos, aquisição de pneus e serviços jurídicos em instância superiores.
Segundo a denúncia, com locações de veículos foram gastos quase um milhão de reais, muito além dos padrões do município, o mesmo aconteceu com serviços mecânicos que beiraram meio milhão de reais.
Já com pneus o Município dispendeu em 2017 o exorbitante montante de R$ 718.370,96, sendo que no ano anterior foram gastos apenas a quantia de R$ 57.632,00.
Outra despesas que merece profunda investigação está relacionado com a contratação de sociedade de advogados na Capital, pela quantia de R$ 192.000,00 anuais. As Secretaria de Assistência Social, Educação e Saúde, pagam mensalmente aos advogados para acompanharem processos nos tribunais superiores, só que não existem processos nesses tribunais de interesse das fontes pagadoras.
A suspeita é que somente no ano de 2017 foram desviados mais de um milhão de reais dos recursos do Município, o que deve ser apurado pela Comissão Processante, que foi composta por sorteio entre os vereadores desimpedidos.
Após sorteio, conforme estabelece a legislação, a Comissão foi constituída pelos vereadores Professor Adeilton e Flavio Correia e pela vereadora Silvania Andrade.
A Comissão processante tem o prazo de 120 dias para conclusão dos trabalhos, após este prazo o pedido de cassação do prefeito será votado pelo Plenário da Casa.
O prefeito Dariomar Rodrigues assistiu à sessão, acompanhado de quase todos os secretários e vários servidores comissionados de sua gestão.
Dariomar afirmou que estava tranquilo, repudiou as pessoas que usam de atos e covardia para tentar cassar o seu mandato, disse que era a favor da investigação e que vai provar a sua inocência, agradeceu a vereadora Silvania por ter defendido o seu mandato.
Confira a ordem de votação pelo recebimento da denúncia:
Alice Gonçalves (PRB) - SIM;
Cier Bastos (PDT)
Flavio Correia (Solidariedade)
Devaldo Nogueira (MDB)
Professor Adeilton (PSD)
Valmir Brasil (PDT)
Zuleide Ferreira (PSDB)
Silvania Andrade (PT) - Não
(Com informações do blogdealtaneira.com.br).