sexta-feira, 25 de maio de 2018

Morre empresário que delatou o Caso Fifa


Morreu na manhã desta sexta-feira (25) o advogado, jornalista e empresário J. Hawilla, que delatou o “Caso Fifa” nos Estados Unidos. Ele tinha 74 anos de idade e estava internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Hawilla enfrentava problemas respiratórios.
Casado, pai de três filhos e avô de seis netos, José Hawilla havia retornado ao Brasil há cinco meses, após cumprir prisão domiciliar nos Estados Unidos.
Dono da empresa Traffic, Hawilla faturou milhões com o futebol. Como lembrou o jornal “Extra”, em 2015 ele revelou um esquema de corrupção no futebol que durou mais de 20 anos. Por conta da denúncia, a muitos dirigentes foram investigados e, posteriormente, presos pela Justiça dos Estados Unidos. Um deles é José Maria Marin, que está preso em Nova York, e Marco Polo Del Nero, ambos ex-presidentes da CBF.
Réu confesso, Hawilla confirmou que pagou propinas por contratos e direitos de transmissão de competições, além de patrocínios ligados a seleção brasileira.
(Estadão)