domingo, 27 de maio de 2018

Governador coordena reunião com grupo que acompanha movimento dos caminhoneiros


O governador Camilo Santana convocou neste domingo (27), na Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, reunião com o grupo formado pelo gabinete para acompanhar os efeitos provocados pelo movimento dos caminhoneiros. Além dos órgãos de segurança do Estado, o encontro contou com a presença do prefeito Roberto Cláudio, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Exército e sindicatos de classe, como o Sindiônibus e Sindipostos.
"Desde o início da greve, há uma semana, determinei o total envolvimento das forças de segurança do Estado para garantir o pleno funcionamento dos serviços públicos e auxiliar no abastecimento de combustível da capital e interior. Somente ontem, nossos policiais, com apoio de órgãos da prefeitura de Fortaleza, fizeram  cerca de 150 escoltas de caminhões, além de desobstruir estradas em todo o Ceará. Minha determinação é que o trabalho continue intenso para minimizar os transtornos para os cidadãos", citou o governador Camilo Santana que, durante o encontro, conversou por telefone com o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna.

Operação

A operação coordenada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), desde o início do movimento dos caminheiros, continua neste domingo (27), para garantir a normalização do abastecimento dos postos de combustíveis. Na manhã de hoje foi realizada a escolta para caminhões-tanque que levaram combustível para o Aeroporto Internacional Pinto Martins. A distribuição de combustível a partir distribuidoras em Fortaleza e no Cariri está sendo realizada seguindo o cronograma do Sindipostos.
A SSPDS continua monitorando a situação e, de acordo com o órgão, nenhuma rodovia estadual está bloqueada no momento. Os serviços de emergência do Ceará, que utilizam veículos para operar, como ambulâncias, viaturas policiais e do Corpo de Bombeiros, não sofreram qualquer interrupção.