sexta-feira, 6 de abril de 2018

Lava Jato prende Paulo Preto suspeito de ser operador de propinas do PSDB


Resultado de imagem para paulo preto 

A Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira (6), em São Paulo, Paulo Vieira de Souza, ex-diretor da empresa paulista de infraestrutura rodoviária, a Dersa, apontado como operador do PSDB e acusado de desvio de recursos públicos durante obras do governo tucano no estado de São Paulo entre os anos de 2009 e 2011.
José Geraldo Casas Vilela, funcionário da Dersa, também teve a prisão preventiva decretada. a PF não encontrou ele em casa esta manhã. advogados disseram à PF que ele vai se apresentarainda nesta sexta-feira.
No dia 22 de março, a força tarefa da operação Lava Jato em São Paulo ofereceu denúncia contra Souza e mais 4 suspeitos de desviar R$ 7,7 milhões de 2009 a 2011 (valores da época) de obras públicas.