quinta-feira, 5 de abril de 2018

Governo Federal, através do BNB, libera financiamento de energia solar para pessoas físicas

Estudante Isabela Vieira assinou o termo de adesão ao FIES

As pessoas físicas e jurídicas, micro e minigeradoras de energia elétrica, por meio de equipamentos fotovoltaicos instalados em residências e/ou condomínios residenciais, são as novas beneficiárias da linha do FNE Sol, operacionalizado exclusivamente pelo Banco do Nordeste. O anúncio foi feito na tarde de hoje, 4, pelo presidente Michel Temer, em Brasília, durante a Reunião Conjunta dos Conselhos Deliberativos da Sudam, Sudene e Sudeco.
"Temos grandes avanços na economia, em especial no Nordeste. Nosso trabalho é para integrar cada vez mais a Região ao restante do país. Hoje vemos aqui a implementação de uma série de políticas públicas de apoio ao desenvolvimento, que fortalecem o acesso à educação, melhorias no crédito rural e fortalecimento do setor energético para as empresas e sociedade em geral", frisou Temer.
De acordo com o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, essa ampliação do FNE Sol, que já contemplava pessoas jurídicas e empreendedores rurais, irá beneficiar milhares de famílias em toda a Região. “O BNB já investiu mais de R$ 65 milhões para a micro e minigeração de energia. Somos banco de desenvolvimento e estamos preparados para financiar todas as pessoas interessadas na aquisição dessa moderna tecnologia de energia limpa”, destacou.
O evento também marcou a assinatura de contratos com empresas do setor de geração e distribuição de energia. Enel Distribuição Ceará, Grupo Echoenergia e Atlas Energias Renováveis, juntas, irão investir mais de R$ 1,4 bilhão nos estados da Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte, sendo mais de R$ 1,0 bilhão financiado pelo FNE Infraestrutura.
Somente para 2018, o Banco dispõe de R$ 30 bilhões em recursos do FNE, sendo R$ 14,8 bilhões para o infraestrutura.  Somente no mês de março, mais de R$ 4 bilhões já foram contratados para as diversas atividades econômicas, sendo R$ 2 bilhões para projetos de infraestrutura, especialmente na área energética.
Crédito estudantil
O primeiro contrato de financiamento do Banco, por meio do Programa de Financiamento Estudantil (Fies II), com recursos do FNE, também foi destaque na reunião. Isabella Vieira Lima, aluna do curso de Direito do Centro  Universitário 7 de Setembro, em Fortaleza, oficializou sua adesão ao Fies, representando, assim, cerca de 70 mil estudantes que serão contemplados com R$ 700 milhões do FNE nos próximos meses.
Regularização de dívidas rurais
Antônio Carlos Maia Nogueira,  produtor rural do Distrito de Flores, município de Russas (CE), teve a oportunidade, durante a solenidade, de firmar o seu contrato de renegociação de dívida rural, com amparo na Lei 13.340/16. A operação foi prorrogada até 2030, com a primeira parcela para 2021, possibilitando, assim, a retomada dos investimentos pelo cliente em sua propriedade de produção leiteira.
Somente nesse primeiro trimestre, o BNB já regularizou 14,6 mil operações em toda a sua área de atuação, num montante superior a R$ 840 milhões. Toda a rede de agências do Banco está trabalhando nas renegociações/liquidações pela Lei 13.340, que tem vigência até dezembro de 2018.
(Assessoria do BNB)