quarta-feira, 11 de abril de 2018

Em artigo, Guimarães diz que Lula é vítima de prisão política


Às companheiras e aos companheiros de luta,

Após a prisão ilegal do ex-presidente Lula, a direção nacional do Partido dos Trabalhadores atua incansavelmente para deixar cada vez mais claro para a sociedade brasileira que se trata de uma prisão política. Está cada vez mais evidente que o objetivo da prisão nada mais significa que a continuidade do golpe que retirou do poder a presidenta eleita Dilma Rousseff. Querem impedir o melhor presidente que país já teve de voltar a assumir a poder. O medo dos nossos adversários decorre das pesquisas de intenção de voto recomendadas por eles mesmos – todas mostram Lula com mais de 35% das intenções de voto. E mais do que isso, eles não têm nenhum candidato com capital político, história e carisma sequer minimamente comparáveis a essas credenciais de nosso ex-presidente.
Além de buscar a unificação nacional das esquerdas em torno da defesa do ex-presidente, o PT promove ações como os acampamentos em Curitiba e Brasília e uma jornada de atos que vai culminar em um grande evento no dia primeiro de maio na capital do Paraná. Outra iniciativa que tem trazido grande repercussão é a mudança de nome parlamentar dos deputados federais, estaduais e dos vereadores do nosso partido.
Mas, para dar ainda mais força aos nossos atos e mostrar ao país a magnitude de nosso apoio a Lula, necessitamos do engajamento de cada um dos nossos militantes e simpatizantes. Para isso, é importante a atuação de cada um:
- participe de todos os atos em defesa de Lula na sua região;
- aos representantes eleitos por nosso partido, pedimos que mude seu nome parlamentar, a exemplo do que vem sendo feito na Câmara e no Senado. Eu, desde ontem, terça-feira (10), sou José Lula Guimarães;
- nossos ocupantes de cargos eletivos também devem ocupar todos os espaços disponíveis para realizar pronunciamentos que denunciem a ilegalidade da prisão do ex-presidente Lula. Nosso companheiro foi condenado em processo sem provas, que tramitou em tempo recorde em duas instâncias. O tempo médio de julgamento da Lava Jato no TRF-4 até outubro de 2017 era de 14 meses e meio. No caso de Lula, foi julgado em apenas 4 meses. Um fato inédito na Justiça brasileira. Claro está que o objetivo, como já foi dito, é unicamente retirar nosso candidato da eleição de outubro.
O ex-presidente Lula fez muito pelo país. Reduziu as desigualdades, ao retirar mais de 30 milhões da miséria, retirou o Brasil do mapa da fome, deu oportunidade aos mais pobres de entrar nas universidades, criou programas como o Luz para Todos e ampliou outros, como o Bolsa Família. Mas essa história todos nós conhecemos bem. O que nos cabe agora é ajudar esse companheiro que tanto fez por esse país.

Deputado Federal José Lula Guimarães
Secretaria Nacional de Assuntos Institucionais do Partido dos Trabalhadores