sábado, 10 de março de 2018

Governo do Ceará beneficia 342 famílias de Jijoca de Jericoacoara com títulos de terra e outros investimentos


O Governo do Ceará, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Estado (Idace), entregou 342 títulos de terra à população de Jijoca de Jericoacoara, no Litoral Norte cearense. A entrega aconteceu na avenida Manoel Marques Albuquerque, principal sede do município, neste sábado (10). O documento permite aos beneficiários receber a aposentadoria rural, garantindo segurança jurídica e acesso a outras políticas públicas. Representando o governador Camilo Santana, o secretário da Casa Civil, Nelson Martins, anunciou, ainda, série de investimentos que vai beneficiar os habitantes de uma das principais regiões turísticas do Estado.
Entre os outros benefícios direcionados para o município, além do programa de entrega de títulos, Nelson Martins confirmou uma urbanização da entrada da cidade e de outras localidades, com asfaltamento e implantação de novas sinalizações verticais e horizontais. Construção de brinquedopraça e de uma miniareninha (campinho em formato society) também foram garantidas pelo secretário. "O Governo do Ceará tem priorizado algumas obras com alguns prefeitos. E, desde o começo, o prefeito de Jijoca, Lindbergh Martins, tem cobrado uma urbanização. Hoje, com muita alegria, afirmamos que vamos entregar a estrada que liga (os distritos) Córrego da Forquilha ao Mangue Seco ", complementou.
Lindbergh Martins agradeceu os investimentos direcionados para o município e disse que obras para o abastecimento hídrico da cidade também estão sendo articuladas junto ao Estado. Na ocasião, o prefeito lançou o programa Bolsa Família - Município, que vai contemplar, inicialmente, 400 de mil famílias de Jijoca com distribuição de renda. "Vai beneficiar a população mais carente, que realmente está precisando", destacou.
De janeiro até agora, o Governo do Ceará já entregou 2.686 títulos de terra nos municípios de Boa Viagem (189), Novo Oriente (218), Quiterianópolis (229), Parambu (309), Cruz (600), Crateús (131), Tamboril (78), Quixeré (213) e Itapipoca (17). Até o fim de 2018, o número de títulos entregues deve somar 16.769. Desde 2007, o Programa de Regularização Fundiária já emitiu mais de 70 mil títulos de terra. Até 2020, a previsão é de cadastrar 260.846 imóveis, emitir 182 mil títulos e beneficiar mais de 209 mil famílias.
A iniciativa é uma parceria entre o Estado e União, pelo meio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Integral da Casa Civil da Presidência da República (Sead).
(Governo do Ceará)