terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Ciopaer apresenta balanço das principais operações aéreas realizadas no Ceará em 2017

A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), realizou em 2017, com sua frota de sete aeronaves, 1.616 missões, com 1.791 horas voadas. O número de missões é praticamente o mesmo de 2016, quando foram realizadas quatro missões a mais. Porém, o número de horas de voo superou em 155 o ano anterior, o que significa um crescimento nos principais tipos de atuação da Coordenadoria.
Com uma frota composta por duas aeronaves equipadas com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea e uma equipe de dois médicos e dois enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/CE), a Ciopaer ganhou reforço no número de atendimentos de resgate e remoção aeromédicas após a implantação do serviço na Base Cariri.
O número de pessoas transportadas em decorrência de afogamentos cresceu 145%, de 11 para 27 operações, em 2017. A unidade aérea também registrou aumento em apoio a operações policiais em todo o Estado. Foram 156 atuações no ano passado diante das 191, em 2017, representando um crescimento de 22%.
Para o coordenador da Ciopaer, o delegado de Polícia Civil, Aristóteles Tavares Leite, estes números mostram que houve um aumento nos principais atendimentos com um uso mais racional e mais efetivo dos meios aéreos do Estado.