BNB

BNB

sábado, 2 de dezembro de 2017

Secretário de consórcio público diz quem quebrou a policlínica de Tauá


O secretário executivo do consórcio público de saúde da região dos Inhamuns, Genibaldo Gonçalves (foto), foi até a câmara municipal de Tauá na última segunda-feira, 27 de novembro de 2017, explicar e demonstrar, com base na documentação da contabilidade do consórcio, que a ex-presidente do consórcio, a ex-prefeita de Tauá, não fez os pagamentos dos restos a pagar de dezembro de 2016 e dos meses de janeiro, fevereiro e março de 2017 à UPA da cidade de Tauá, que está sob a administração da fundação São Camilo, totalizando um débito de R$ 1.596.000,00 (Hum milhão e quinhentos e noventa e seis mil reais).
Ressalte-se que o mandato da ex-gestora como presidente do consórcio terminou em 31 de março de 2017, ficando claro, dessa forma, que a inadimplência foi gerada pela gestão passada.
(A informação é do Diário de Tauá.)