BNB

BNB

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Em sessão solene, Câmara Municipal de Fortaleza homenageará 92 anos da ACI


A Câmara Municipal de Fortaleza homenageará a Associação Cearense de Imprensa (ACI) em sessão solene no próximo dia 11 de dezembro, às 19 horas. De autoria da vereadora Larissa Gaspar (PPL), a proposta de realização da sessão solene, alusiva ao transcurso de 92 anos da ACI, foi aprovada por unanimidade pelos demais vereadores no dia 17 de outubro passado.
A diretoria da ACI definiu os nomes de quatro homenageados a serem agraciados com medalhas na sessão solene. São eles a jornalista Wânia Dummar, o radialista Narcélio Limaverde, a ex-presidente da ACI Ivonete Maia e o diagramador Ítalo Araújo Vasconcelos (os dois últimos in memoriam).
Confira abaixo os perfis dos homenageados:
Wânia Dummar: Nascida em Fortaleza, é graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Ingressou no grupo O Povo ainda como estudante universitária a convite do editor J.C. Alencar de Araripe. Atuou como repórter, noticiarista e editora. Integrou também a equipe que desenvolveu a criação do segundo caderno do jornal, hoje conhecido como Vida & Arte. Wânia Dummar é viúva do empresário e jornalista Demócrito Rocha Dummar, ex-diretor-presidente do Grupo de Comunicação O Povo. Hoje faz parte do Conselho Editorial do jornal.




Narcélio Limaverde: Com 63 anos dedicados ao rádio, atuou inicialmente na Ceará Rádio Clube, em 1º de fevereiro de 1954. Além do rádio, Narcélio Limaverde também tem paixão pela literatura. Ele é autor das obras “Senhoras e Senhores”, “Fortaleza, história e estórias – Memória de uma cidade” e “Fortaleza Antiga”. Na política, Narcélio foi o deputado estadual mais votado nas eleições de 1986. Aos 85 anos, Narcélio Limaverde é ouvido nas manhãs de segunda-feira a sexta-feira, na FM Assembleia (96,7 Mhz), no programa que debate tudo o que ocorre no Ceará, na política, na economia e no dia a dia das cidades.
Ivonete Maia: Nasceu em Jaguaruana (a 180 km de Fortaleza). Ivonete formou-se em Letras (Faculdade Católica de Filosofia) e em Jornalismo (na 1ª turma do curso da Universidade Federal do Ceará, de 1969). Trabalhou nos jornais O Nordeste, Gazeta de Notícias e O Povo e nas rádios Assunção e Verdes Mares. Foi professora do Curso de Comunicação Social da UFC e ocupou cargos de gestão também na Rádio Universitária e nas Edições UFC. Foi a primeira mulher a presidir um Sindicato de Jornalistas no Brasil, o do Ceará (1981-1986), e a assumir a presidência da Associação Cearense de Imprensa (1989-1992 e 2008-2012). Ivonete Maia faleceu em 2012, aos 73 anos de idade.
Ítalo Araújo Vasconcelos: Membro da diretoria da Associação Cearense de Imprensa (mandato 2013-2016), trabalhou no jornal O Povo por mais de 40 anos. Passou pelo parque gráfico e atuou como diagramador do jornal, cativando muitos amigos nesse caminho. Em sua trajetória, atuou efetivamente militando na ACI e no Sindicato dos Jornalistas do Ceará, demonstrando assim seu comprometimento com as questões relativas ao cotidiano dos profissionais da imprensa. Faleceu em 11 de junho de 2017, aos 60 anos de idade.