sábado, 23 de dezembro de 2017

Camilo e Eunício entregam 180 casas em Crateús


O senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente do Congresso Nacional, e o governador do Ceará, Camilo Santana, entregaram à população de Crateús nesta sexta-feira o Residencial Casa Nova Vida Nova. São 180 casas beneficiando 700 famílias no município. Na ocasião, assegurou a liberação para as obras de construção da barragem Lago de Fronteiras e a luta para que a cidade seja contemplada com uma faculdade de medicina.
“É muito gratificante poder presenciar a realização de um sonho da população, que é a conquista da casa própria. Ver a alegria no rosto das pessoas, e ter certeza de que estamos exercendo a política com “P” maiúsculo, fazendo o bem sem olhar a quem”, declarou Eunício, emocionado com a calorosa recepção que a comitiva recebeu.
O presidente do Congresso aproveitou a ocasião para apresentar ao povo de Crateús a licença ambiental da Semace que liberou as obras de construção da barragem Lago de Fronteias, um sonho de décadas da população que se torna realidade pelo esforço do parlamentar. Foi Eunício, no exercício da presidência da República, que desengavetou o projeto, determinando sua imediata execução.

“Já havíamos renovado a licença do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). E hoje, ao lado do governador Camilo Santana, conseguimos a da Semace. Agora não tem mais desculpa. O Lago de Fronteiras tem todas as licenças, tem o dinheiro em caixa garantido e a licitação em vigência.
O governador Camilo Santana também falou da satisfação de entregar as 180 casas aos moradores antes do natal, de modo que as famílias já possam passar as festas de fim de ano nas novas residências. Ele enalteceu a qualidade das unidades habitacionais, bem como o fato de que não pagaram nada pelo benefício, uma vez que serão totalmente subsidiadas.
Camilo aproveitou a solenidade para anunciar a construção de uma unidade do Instituto Médico Legal em Crateús e a licitação para obras na Ladeira da Serra de Tucuns, além de comemora a liberação do Lago de Fronteiras. “Temos tido muitas dificuldades por conta da seca, que atinge o Ceará há seis anos. O Lago de Fronteiras é uma luta antiga que agora se torna uma realidade”, celebrou.