sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Alckmin e Virgílio se enfrentarão em cinco debates

A comissão escalada pelo PSDB para elaborar as regras da prévia presidencial do partido chegou a um primeiro esboço. Prevê a realização de cinco debates entre os dois pré-candidatos: Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, e Arthur Virgílio Neto, prefeito de Manaus.
Virgílio, que havia sugerido dez debates, concordou. Pediu apenas que as regras não engessem os encontros. Sugere que, além de réplicas e tréplicas, sejam permitidos os partes. Cogita-se a contratação de um mediador.
A ideia inicial é realizar três debates em fevereiro e dois em março. As prévias viriam na sequência, em tempo para permitir que o escolhido deixe o cargo público que ocupa até o início de abril, dentro do prazo previsto em lei.
Terão direito a votar nas prévias os tucanos com pelo menos um ano de filiação à legenda. Pleneja-se utilizar urnas eletrônicas do Tribunal Superior Eleitoral. Ouvido, o TSE se dispôs a ceder os equipamentos.
Entre os integrantes da comissão organizadora das prévias tucanas estão o senador Tasso Jereissati (CE), o governador goiano Marconi Perillo, o deputado Bruno Araújo (PE) e o ex-senador José Aníbal (SP).