bnb

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Racha entre prefeito e vice de Missão Velha foi disputa de capricho, briga de ego, diz ex-prefeito Tardiny


"O racha político entre o prefeito de Missão Velha, Diego Feitosa e o vice-prefeito Dr. Lorim é uma briga de capricho e ego. Os dois fizeram campanha eleitoral e 2016 com promessa de ajudar o município a ter mais saúde, mais educação e etc. Se dizia que Missão Velha teria dois prefeitos, duas primeiras-damas. Em sete meses houve o rompimento. Isso demonstra a fragilidade da administração e que os dois não estão preocupados com o município", as palavras são do ex-prefeito Tardiny Pinheiro (foto), hoje na oposição.
Desde o final do mês passado, prefeito e vice de Missão Velha romperam oficialmente e todo o grupo liderado por Dr. Lorim deixou a administração municipal. Hoje, Diego Feitosa governa sozinho e sem experiência pode vir a ter uma administração fracassada. Terá que ter muita humilde, ouvir conselho do seu padrinho político, o ex-prefeito de Brejo Santo Guilherme Landim, se quiser recuperar a governabilidade.
O racha também fortaleceu o grupo de oposição liderado por Tardini e seu irmão Gilgaberto Pinheiro. Para Tardiny houve um erro na campanha passada que resultou na derrota nas urnas. "Temos esses três anos e meio para corregi esse erro e voltar fortalecido nas eleições de 2020", definiu.