bnb

domingo, 17 de setembro de 2017

Justiça Federal suspende por 5 anos, direitos políticos do ex-prefeito de Brejo Santo

Guilherme vai recorrer da decisão da Justiça Federal

Por essa, o ex-prefeito de Brejo Santo, Guilherme Landim (foto) não esperava. A Justiça Federal decretou no último dia 30 de agosto, mas só agora publicado no Diário Oficial da JFCE, a perda dos direitos políticos de Guilherme por 5 anos e o pagamento de multa no valor de R$ 3 mil, por malversação do dinheiro público.
A sentença foi aplicada pelo juiz federal Fabrício de Lima Borges, da 16ª Vara Federal, em Juazeiro do Norte. A ação foi promovida pelo Ministério Público Federal em 2010, e pedia a condenação do ex-prefeito por ter contratada sem licitação pública empresa para a realização do "São João de Brejo Santo", naquele ano.
De acordo com o processo, o Ministério do Turismo repassou R$ 200 mil para festa. O juiz considerou as alegações do MPF e acabou por condenar Guilherme Landim.
O ex-prefeito de Brejo Santo, que é pré-candidato a deputado estadual pelo PDT, não atendeu as ligações feitas neste domingo (17) pelo blog, mas deve recorrer a decisão do juízo da 16º Vara Federal.
As ligações ocorreram entre 8h e 10h45min. O aparelho estava desligado ou fora da área de cobertura.